Laranjal do Jari

GUARDAS MUNICIPAIS PRENDEM SUSPEITOS DE DEPREDAR KOMBI DO MUNICÍPIO, MAS SÃO ACUSADOS DE AGRESSÃO FÍSICA.

Imagem

 

Segundo informações um veiculo pertencente a prefeitura de Laranjal do Jarí que encontrava se na praça da juventude foi totalmente destruído por vândalos que não aceitam a repressão feita pela GMLJ na praça do bairro Cajari. Na madrugada de quinta para sexta, o veiculo foi depredado na ausência dos guardas. Na noite de sexta dois suspeito foram presos ( entre eles um menor ) e conduzidos por guadas até a DP. Os suspeitos alegam ter sofridos fortes agressões por parte dos guardas municipais, entre os agredidos um menor que alega que os guardas bateram sua cabeça contra a parede. Tentamos obter fotos do menor agredido mas a mãe prefere não expor com medo de represarias.

 

 

Fonte: Comunidade do bairro Cajari 

Categorias: Laranjal do Jari | Deixe um comentário

SITUAÇÃO DA CULTURA EM LARANJAL DO JARÍ

A cultura em Laranjal do Jarí anda abandonada! principalmente por falta de habilidade do atual secretário da pasta, o município não implanta programas de apoio aos grupos culturais, nem qualquer movimento que traga os jovens pro mundo cultural, o que se ver é apenas um cabide de emprego dentro da secretaria:

Algumas falhas da atual gestão;

CONSELHO MUNICIPAL precisa ser realizado eleição dos conselheiros e sua posterior posse;

FUNDO precisa ser regulamentado e é um instrumento importante para a captação de recursos para ser investido na classe cultural;

PLANO MUNICIPAL de cultura é o instrumento que o MINC fará as medições e acompanhamento de como será desenvolvida a cultura local, ou seja o Laranjal passará a ser reconhecido a nível nacional através do plano, isso deveria ser elaborado até Dezembro, ocasionando o cancelamento da Adesão que foi feita em 2012 o primeiro e único município do Estado a realizar a Adesão, tudo será perdido pela incompetência do atual secretário. Porém o atual secretário não sabe nem por onde começa os trabalhos. Ainda a rumores de que ele tenha recebido em especie os recursos da ALAP, e informações de farra de gastos em sua residência. Sem qualquer  Transparência nos pagamentos e uso dos recursos.

CULTURA NAS ESCOLAS a informações que escolas municipais receberam equipamentos de sons ( caixa amplificadas, microfones, aparelhos pra pra mixagens e DJ ) os equipamentos estão trancados em depósitos de escolas por falta de apoio da secretária de cultura pra fazer movimentos culturais dentro das escolas. Na secretaria não ha pessoas profissionalizas no meio da cultural, o que se ver é pessoas de grupos políticos familiares sem qualquer comprometimento com o a cultura.

 

Fonte: Email de um leitor.

Categorias: Laranjal do Jari | 3 Comentários

Proposta da Jari Celulose para manter os empregos dos seus funcionários


I – Adicional Noturno: somente haverá pagamento de adicional noturno caso haja prestação de serviços no horário noturno, o que não deverá ocorrer durante o período em que a fábrica estiver em processo de alteração; II – Adicional de Revezamento: somente haverá pagamento de adicional de revezamento caso a Empresa adotar prestação de serviços em turno de revezamento, o que não deverá ocorrer durante o período em que a fábrica estiver em processo de alteração; III – Horas in Itinere: deixarão de ser pagas as “ horas in Itineres” tão logo seja disponibilizado transporte público regular até o local da fábrica; IV – Redução de Jornada com Redução de Salário: durante o período em que a fábrica estiver parada, a empresa adotará, para grupos de empregados, redução de jornada (1 dia a menos de trabalho por semana), com a correspondente redução de salário; V – Adicional de Periculosidade ou Insalubridade: em virtude da possível parada da fábrica para alteração, será feita a nova avaliação das atividades que demandam o pagamento do adicional de periculosidade ou insalubridade; VI – PPR/PI: tendo em vista que não haverá produção, durante o período de parada, não haverá programa de participação nos resultados nem tampouco programa de incentivo; VII – Auxílio-Escola: retirada definitiva do benefício; VIII – Auxílio-Férias: retirada definitiva do benefício; IX – Auxílio-Moradia: alteração da atual política. Os critérios serão melhor definidos e apresentados ao Sindicato quando a empresa tiver um posicionamento acerca dos demais benefícios; X – Passagem Aérea: retirada definitiva do benefício; XI – Auxílio-Água-Esgoto: retirada definitiva do benefício; XII – Auxílio-Energia: retirada definitiva do benefício; XIII – Auxílio-Farmácia: retirada definitiva do benefício; XIV – Auxílio-Refeitório: será restrito aos empregados que cumpram jornada de trabalho mínima de 8 horas; XV – Cesta Básica: alteração dos produtos, de modo a possibilitar redução de custos. A nova composição da cesta será discutida em conjunto ao Sindicato, após o posicionamento acerca dos demais benefícios; XVI – Plano de Saúde: Implantação de pagamento mensal dos empregados, em valor correspondente a 50% (cinquenta por cento) do valor gasto pela empresa; XVII – Plano Odontológico: Redução para 50% (cinquenta por cento) valor previsto no atual acordo coletivo de trabalho; XVIII – Fretado: manutenção da prática atual; XIX – Seguro de Vida: manutenção da prática atual;

Categorias: Amapá, Laranjal do Jari, Vale do Jari | 1 Comentário

População de Laranjal do Jari é presenteada no ano novo com a praça da juventude

Mais uma emenda da deputada Dalva Figueire está sendo entregue à população, desta vez, é a praça da juventude no assentamento Cajari. O município de Laranjal do Jari recebe de presente no ano novo a maior obra de infraestrutura de esporte e lazer, local de encontro e entretenimento para toda família. A obra foi orçada no valor de R$ 1,8 milhão, desse total, Dalva disponibilizou R$ 1,2 milhão. A praça da juventude é parte da estratégia do Governo Federal prevista no Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania – PRONASCI. Onde os jovens são incluídos como sujeitos com direitos à educação, saúde, cultura e tempo livre.

O projeto Praça da Juventude foi criado em 2007 com o objetivo de levar um equipamento esportivo público e qualificado para a população que pudesse, ao mesmo tempo, tornar-se ponto de encontro e referência para a juventude. Mais do que um espaço físico para a prática de esportes, a Praça da Juventude é uma área de convivência comunitária onde são realizadas também atividades culturais, de inclusão digital e de lazer para a população de todas as faixas etárias. A praça conta com ginásio poliesportivo, pista para caminhadas, quadra de vôlei,  área para exercícios e alongamentos, campo de futebol society, pista de skate, teatro de arena com palco, centro de convivência com salas para ginástica, terceira idade, administração, reuniões, sanitários, quiosque de alimentação dentre outros  que darão aos jovens oportunidade de lazer e prática de esportes.

Outras emendas realizadas pela Deputada Dalva
Casa do produtor rural
 
A obra foi entregue em outubro de 2010 e vem funcionando como uma casa de apoio para os trabalhadores da agricultura familiar. A deputada destinou quase R$ 300 mil para construção da casa do produtor rural de Laranjal do Jari.
 
Escola Nazaré Mineiro
A obra foi entregue em outubro de 2011 e contou com R$ 280 mil, oriundos de emenda parlamentar da deputada Dalva. São dois blocos, com sala da direção e professores, secretaria escolar, cozinha e banheiros. No segundo bloco foram construídas sete salas de aulas, todas climatizadas e adaptadas para cadeirantes.
Obras em execução
 
Pavimentação de ruas e avenidas no bairro Mirilândia – valor da emenda R$ 800 mil
Aquisição de equipamentos para o Instituto Federal de Educação – valor R$ 400 mil.
Categorias: Amapá, Laranjal do Jari, Vale do Jari | Deixe um comentário

POLICIAIS DO 11° BPM APREENDEM GRANDE QUANTIDADE DE ENTORPECENTES NO BAIRRO MALVINAS

Imagem

 

Policiais do 11º Batalhão descobrem casa que funcionava como ponto de comercialização de substância entorpecente no bairro Malvinas.
Por volta das 03h30min da última quarta-feira, 26, uma equipe de inteligência da policia militar recebeu a informação de que em uma casa localizada na Passarela Principal, n° 172, bairro Malvinas, estava funcionando uma das principais bocas de fumo de refino, embalo e comercialização de substância entorpecente. Após checarem e constatarem a informação, a equipe de inteligência repassou as informações da residência de onde estariam os criminosos. Uma equipe de aproximadamente 12 policiais sobre o comando do Tenente Neivaldo se deslocaram até local da ocorrência e flagraram os infratores Denivaldo Tavares Paes, 35 anos, Ivanilsom Pereira da Silva, de 24, Domingos Reis Paes, 72 anos, Ivanilce Gonçalves da Silva de 30, refinando e embalando substância entorpecente. A operação resultou na apreensão de aproximadamente 400 gramas de crack, 35 cabeças de crack embaladas, material para embalo, produtos químicos utilizado na mistura da substância, uma balança de precisão, uma espingarda calibre 28 com três cartucho, celulares, joias e mais de R$ 2.500,00 em dinheiro.
Os criminosos foram presos e encaminhados a Delegacia de Policia Civil de Laranjal do Jari para serem apresentados ao Delegado de Plantão, ambos poderão responder pelos crimes de Tráfico de Entorpecente, Formação de Quadrilha e Porte Ilegal de Arma de Fogo a pegar pode chegar até 15 anos de reclusão. Informações contidas no B.O. Nº 963/2012 PM-LJ.
 
fonte: pmap
Categorias: Laranjal do Jari | Deixe um comentário

VICE-PRESIDENTE DO BAIRRO MALVINAS E CABO ELEITORAL DO ZECA MADEIREIRO NA ULTIMA ELEIÇÃO É PRESO COMERCIALIZANDO SUBSTÂNCIAS ENTORPECENTES

Imagem

 

O fato aconteceu na madrugada desta quinta-feira, 27, a equipe de policiamento comunitário, composta pelo Sd. Santos Oliveira, Sd. Adelino Silva, Sd. Wlysses e Sd. P. Campos receberam uma denúncia anônima de uma suposta venda de entorpecentes.
Imediatamente a equipe se deslocou até o local repassado e flagrou o infrator, Alcimar Freitas dos Santos, 40 anos, vice-presidente de bairro do bairro Malvinas, efetuando a venda para um usuário, os PM´s efetuaram a abordagem e foi encontrada com o infrator a importância de R$ 243,05 e mais 35 papelotes de substância supostamente entorpecentes tipo crack, além de materiais de embalo, dois cartucho de espingarda calibre 20 e 26.
Diante dos fatos a equipe deu voz de prisão ao envolvido e conduziu-o até a delegacia central de polícia civil de laranjal do Jarí, onde o delegado tomará as devidas providências, Alcimar poderá responder pelo crime de Tráfico de Entorpecente (Art. Nº 33 da Lei 11.343/06) cuja pena pode chegar até 15 anos de reclusão.
 
fonte: pmap
Categorias: Laranjal do Jari | Deixe um comentário

Equipe de Governo do Prefeito de Laranjal do Jari, Zeca Madeireiro. O nepotismo já começou!

Assessores Especiais: Clivia Pereira dos Santos. Simone Matos (cantora).  José Filho (Irmão da Euricélia). João Bosco (Esposo da Vice Prefeita). Bia Pombo – Chefe de Gabinete.  Secretáriado Lucivaldo Nobre – Assessor de Politicas Institucionais. Lúcio Figueiredo – Assessor de Comunicação. Gilberto Carvalho Junior – Procurador Geral. Aline da Silva (Esposa do Prefeito) – Secretária de Ação Social. João da Silva Costa – Dudão (Veio de Mazagão) – Secretário de Educação . Nedson de Lima – Secretário de Agricultura. Francisco Erivelton – Secretário de Obras. Elielson Colares – Secretário de Administração e Planejamento. Telmiram Raiol – Secretária de Meio Ambiente e Turismo. Roberto Bernardes – Secretário de Saúde. Antônio Gerônimo Filho – Secretário de Transporte. Jairo Guerreiro – Secretário de Cultura e Desporto.

Categorias: Amapá, Laranjal do Jari, Vale do Jari | 3 Comentários

Servidores das Comarcas de Laranjal e Vitória do Jari participam de curso promovido pela EJAP

Visando estender aos servidores das Comarcas interioranas a capacitação acerca das mudanças ortográficas e a aplicação correta da língua portuguesa, na linguagem jurídica, a Escola Judicial do Amapá (EJAP) realizou o curso “Redação Oficial e Redação Jurídica” para os servidores das Varas de Laranjal e Vitória do Jari.

 

O curso foi ministrado pelo Juiz Luiz Carlos Kopes Brandão, no Fórum da Comarca de Laranjal do Jari, para uma turma de 36 alunos, e foi desenvolvido para oferecer aos servidores da Justiça do Amapá, lotados naquelas Comarcas, elementos para uma redação padronizada, clara, objetiva e evitando os erros mais comuns.

 

O conteúdo programático desenvolvido primou pelo aperfeiçoamento dos conhecimentos de gramática, ortografia e redação de documentos oficiais, bem como, o aprimoramento da linguagem jurídica a ser desenvolvida nas diversas atividades da Justiça. Ao final do curso, os alunos passaram por uma avaliação para verificação da aprendizagem dos conteúdos ministrados.

 

O professor Juiz Luiz Kopes ressaltou a importância de a Escola Judicial promover cursos dessa natureza também aos servidores lotados em comarcas do interior do Estado e destacou, ainda, o apoio da Diretoria do Fórum da Comarca de Laranjal do Jari para a boa execução dos trabalhos, especialmente, do servidor Ápio Monteiro Filocreão, que não mediu esforços nesse sentido.

 

O Professor Luiz Carlos Kopes Brandão é Juiz de Direito Titular da Vara Única da Comarca de Vitória do Jari, Mestre em Direito Ambiental e Políticas Públicas pela Universidade Federal do Amapá-UNIFAP e já ministrou diversos cursos na Escola Judicial do Amapá.

 

Assessoria de Comunicação Social

Categorias: Amapá, Laranjal do Jari, Vale do Jari | Deixe um comentário

MENSAGEM RECEBIDA DE UM GUARDA MUNICIPAL DE LARANJAL DO JARÍ

Imagem

A guarda Municipal de Laranjal do Jarí foi mais uma vez enganada e fomos feitos de palhaços. Pois fizemos um acordo com a prefeita para conseguirmos um aumento de salário, sendo assim seria cortada as horas extras que segundo a administração dava um impacto de 50 mil reais na folha de pagamento. Foi feito um levantamento na folha de pagamento da guarda e só foi encontra pouco mais de 19 mil em horas extras. A administração não soube explicar pra onde e/ou como foi desviado mais de 30 mil reais com suposto pagamento de horas aos GMs. O acordo não foi cumprido por parte da prefeita e ficamos sem aumento e sem hora extra. Ainda ha os 30% de periculosidade, aprovado pela câmara municipal em Dezembro de 2011 e sancionado em Fevereiro de 2012 que a prefeita não paga descobrindo uma lei municipal. E agora eles precisam da Guarda, liberaram as horas extras mais como forma de protesto por parte da guarda entramos em acordo para não fazer horas e não aceitar ser remanejados nas 5 noites da festa do Município. Mas para isso da certo contamos com o apoio de toda a categoria. Vamos lutar juntos por melhorias para nossa classe!!!.

Peço ao administrador desse blog que poste minha mensagem para que a sociedade saiba o quanto a guarda do nosso município é desvalorizada, pois 633,00 reais não tem como sustentarmos nossa família. Obrigado

Categorias: Laranjal do Jari | 3 Comentários

BNDES aprova R$ 736,8 milhões para Hidréletrica Santo Antônio do Jari

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 736,8 milhões para a construção da usina hidrelétrica Santo Antônio do Jari, entre os municípios de Almeirim, no Pará, e Laranjal do Jari, no Amapá. Segundo o BNDES, a usina terá capacidade instalada de 373,4 MW, com início de operação previsto para 2014.

O projeto contempla uma linha de transmissão própria de cerca de 20 quilômetros, que fará parte da interligação do circuito Tucuruí-Macapá-Manaus ao Sistema Interligado Nacional.

 

O empreendimento faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e deve criar cerca de 1,8 mil empregos diretos e 2 mil indiretos durante as obras, a maior parte contratada na região. A usina será a fio d’água. De acordo com o BNDES, o reservatório ocupará uma área relativamente pequena, sendo que a maior parte já é inundada em épocas de cheia do rio.

 

Os recursos financiados pelo BNDES serão destinados à Sociedade de Propósito Específico ECE Participações, subsidiária integral da Companhia Energética do Jari, que, por sua vez, é subsidiária da EDP – Energias do Brasil. Do total dos investimentos previstos, de R$ 1 bilhão, o banco financiará 67,1%, incluindo o apoio aos projetos sociais no entorno da usina, que, segundo o BNDES, vão além das obrigações previstas no licenciamento ambiental, visando melhorar as condições sociais da área do empreendimento.

 

Os investimentos contemplam a construção de uma infraestrutura (rede de esgoto, de abastecimento de água tratada e iluminação pública) e a instalação de equipamentos de lazer na Vila São Francisco do Iratapuru, próxima à hidrelétrica.

Categorias: Amapá, Laranjal do Jari, Vale do Jari | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com. O tema Adventure Journal.