Acordo entre Brasil e França vai regulamentar fluxo de pessoas na fronteira do Amapá.

A ponte sobre o Rio Oiapoque, na fronteira com o território ultramarino francês, aguarda um acordo do Brasil com a França para regulamentar o fluxo de pessoas e mercadorias na área. No passado, a região sofreu sucessivas invasões de ingleses, franceses e holandeses. Com isso, a posse do território e a demarcação dos limites se estenderam até o fim do século 19. Um dos símbolos das décadas de conflitos com os vizinhos está justamente em Macapá, cidade acessível apenas de barco ou avião, a quem chega de outros estados. Construído em 1782, o Forte de São José tem 127 metros quadrados protegidos por muralhas de 15 metros de altura. Um trapiche de 472 metros sobre o Rio Amazonas, construído nos anos 40 para ser a porta de entrada e saída dos barcos, é servido por restaurantes e uma linha turística de bonde elétrico. Um monolito marca o local cortado pela linha do Equador e muitos turistas se divertem tirando uma foto com um pé em cada hemisfério. Para acompanhar o impressionante fenômeno do encontro das águas fluviais com as do Atlântico, conhecido como Pororoca, é preciso viajar (de avião, desde a capital, são 50 minutos em teco-teco) até a foz do Amazonas.

Categorias: Amapá | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Jari News o melhor canal de notícias do Vale do Jari.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: