Reunião define os detalhes para implantação do Cram em Laranjal do Jari.

O encontro que definiu os detalhes para a implantação do Centro de Referência em Atendimento à Mulher (Cram), em Laranjal do Jari, aconteceu na quarta-feira, 8, no gabinete da prefeitura do município. O secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp) Marcos Roberto e a coordenadora do Cram, Sandra Cardoso, foram recebidos pelo prefeito em exercício, Antônio Soares de Oliveira, e pela coordenadora municipal de políticas para as mulheres, Edna Melo. A visita consistiu em estabelecer parcerias.

A Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública já alugou o prédio que irá receber a estrutura do Centro, com previsão para ser inaugurado na segunda quinzena de março. O local que comporta cinco salas, uma cozinha, banheiros e área externa, está situado no bairro do Agreste. A Sejusp também destinou um veículo, adquirido através do convênio com o Ministério da Justiça, para atender as demandas do Cram.

Durante o encontro, o secretário destacou os investimentos que o Governo do Estado aplicou na região do Jari durante o ano de 2011 e no primeiro mês de 2012, a exemplo da implantação da Unidade de Policiamento Comunitário (UPC) e do Programa Educacional de Resistência e Combate às Drogas e a Violência (Proerd), lançado no dia 23 de janeiro.

O secretário disse ainda que a implantação do Cram representa o início de uma série de ações que irão beneficiar a população jarilense neste ano, entre elas a construção de um Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) e de uma cadeia pública, com capacidade para 200 presos provisórios.

“A implantação do Cram demonstra o nosso esforço em continuar com a política de fortalecimento da segurança em todo o Amapá. O município de Laranjal do Jari é a prova disso, e muitos benefícios ainda estão por vir”, declarou Marcos Roberto.


O prefeito afirmou que o município tem interesse em colaborar com as ações de segurança pública, a exemplo da implantação da UPC, quando a prefeitura alugou o prédio que abriga a unidade, localizada no bairro das Malvinas. Ele destacou os resultados positivos que o trabalho da Polícia Comunitária apresenta em poucos meses de funcionamento com a redução da criminalidade em quase 80%.

Para a implantação do Cram, a Sejusp pediu apoio para a reforma do prédio, em relação à pintura e reparos na instalação elétrica, assim como a contratação de servidores para atuarem na área de limpeza e vigilância.

Após a reunião, a equipe da Secretaria Municipal de Obras e o secretário de segurança pública visitaram as futuras instalações do Centro.

Segundo a coordenadora do Cram estadual, o Centro contará com um corpo técnico formado por psicóloga, assistente social, pedagoga e assistente jurídica. A coordenadora ressaltou que, ainda este ano, o Governo do Amapá deverá implantar mais três Centros de Referência em Atendimento à Mulher.

“A expansão do Centro fortalece o trabalho de políticas públicas voltadas para a mulher. Nossa expectativa é implantar, ainda no primeiro semestre, também nos municípios de Mazagão, Porto Grande e Oiapoque”, disse.

 

Fonte: Agência Amapá.

Categorias: Laranjal do Jari | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Jari News o melhor canal de notícias do Vale do Jari.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: