Crise econômica no Vale do Jari pode afetar 25 mil pessoas após fechamento da Jari

A região do Vale do Jari – que compreende os municípios amapaenses de Laranjal do Jari e Vitória do Jari e o paraense Almerim – está prestes a sofrer a pior crise econômica de sua história com o fim das atividades da empresa Jari Celulose, Papel e Embalagens S/A, controlada pelo Grupo Orsa. Além da demissão em massa de cerca de 6 mil funcionários, estima-se que 20 mil pessoas que vivem no entorno do projeto também sofrerão os efeitos da crise porque dependem do funcionamento da fábrica para manter empreendimentos como restaurantes, lojas, empresas de transporte público, entre outros.
A Jari Celulose já anunciou que vai encerrar sua produção devido à baixa escala da planta na região e o consequente prejuízo acumulado nos últimos quatro anos com os altos custos para mantê-la. Em nota, a empresa informou que estudos realizados por sua equipe de técnicos, apontaram para a necessidade de transformação e adaptação da fábrica para conseguir competir no mercado internacional. A partir de janeiro de 2013, não será mais dado andamento na assinatura de contratos com os seus clientes.

Jari Celulose / Empresa teria contraído empréstimo junto ao BNDS para modernizar sua produção, mas denúncias dão conta de que parte do recurso foi aplicado fora do país

Suspeita
A suspensão das atividades da companhia sob o pretexto de modernização de sua sua planta de produção é questionada por autoridades amapaenses como a deputada federal Dalva Figueiredo (PT/AP). Segundo a parlamentar, a Jari Celulose S/A contraiu financiamento junto ao Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na ordem de R$ 145,4 milhões – que corresponde a 70% do custo total de R$ 207 milhões – para investir na unidade industrial em Monte Dourado, no município de Almerim (PA) e no plantio de até 33,7 mil hectares de florestas de eucalipto no período de 2006 a 2008.
A principal justificativa para os investimentos no projeto foi  justamente a manutenção da competitividade internacional da empresa, a partir da redução de custo de produção decorrente dos investimentos industriais e do aumento da rentabilidade dos seus ativos florestais. “Há uma denúncia de que parte dos recursos desse empréstimo foi aplicada fora do país. Vamos ao BNDES para que intervenha nesse assunto a fim de obtermos informações de como e onde foi realmente aplicado. Se esse dinheiro tiver sido totalmente investido na Jari Celulose e mesmo assim precise trocar sua infraestrutura de produção, deverão ser buscados outros caminhos para que não haja demissão em massa dos funcionários”, disse a deputada.
Ainda na nota, a companhia informou que “estuda a melhor forma para gerar o menor impacto possível, nesta fase de transição, além de manter atividades paralelas e outros negócios na região do Vale do Jari”. A empresa informou que só deve detalhar oficialmente suas ações a partir  do fechamento da fábrica na próxima segunda-feira (12).

Jari Celulose, uma das principais empresas geradoras de emprego na região, anunciou o fim da produção de celulose de eucalipto. Crise afetará mais de 25 mil pessoas

Providências
Além de fazer pronunciamento na Câmara dos Deputados alertando sobre a situação, ontem (8) a deputada Dalva Figueiredo acionou o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) para mediar as negociações entre o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Celulose de Laranjal do Jari e Monte Dourado (Sintracel) e a empresa Jari Celulose a respeito do Plano de Modernização Administrativa e da Planta de Produção. Em resposta à sua solicitação, o Superintende Regional do Trabalho no Amapá, Adonias Oliveira, disse que designou o setor de fiscalização do órgão para acompanhar o assunto. A parlamentar também está tentando marcar audiência com a Diretoria do Grupo Orsa em São Paulo para tratar do assunto.

Anúncios
Categorias: Amapá, Laranjal do Jari, Vale do Jari | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Jari News o melhor canal de notícias do Vale do Jari.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: