Investigação policial desvenda homicídio no Laranjal do Jari

A equipe do delegado Wellington Ferraz, titular da delegacia do município de Laranjal do Jari conseguiu desvendar um crime de  homicídio motivado por estupro que ocorreu no último dia 15 deste mês, cuja vítima foi morta com vários golpes de arma branca.

O fato ocorreu em uma vila de quartos alugados, localizado na Rua da CEA, nº 71, bairro Agreste naquela cidade.

Os policiais descobriram que  a vítima identificada como Adan Jefferson Almeida Rocha, foi atacada enquanto dormia, pelo acusado  Geanderson  Lobato Correa, conhecido como “Pachó” o qual teve ajuda de um adolescente.

Entenda o caso: vítima e acusados moravam juntos em um quarto alugado no bairro Agreste município de Laranjal do Jari. Sendo Adan, Geanderson e a namorada dele cujo nome não foi revelado.  Na ultima quinta-feira, 15, os três saíram para se divertir acompanhados de mais outras pessoas no Cais do Porto do Santarém.

Por volta de 22h20, os três voltaram para casa e sob efeito de bebida alcoólica Geanderson adormeceu  sendo acordado mais tarde pela namorada que chorava bastante e relatou que teria sido estuprada por Adan.  Ao verificar que Adan estava dormindo numa rede decidiram se vingar.

Eles convidaram um adolescente e juntos foram até o quarto onde acusado estava e lá aplicaram diversos golpes de terçado e de faca inclusive na garganta  matando-o no local. Após a ação delituosa o trio fugiu sem deixar pistas para identificação.

A policia foi avisada do caso e teve inicio os trabalhos  para identificar e localizar os infratores, sendo executado várias linhas de investigação para se chegar aos acusados.

Nesta quarta-feira, 21, o delegado Wellington Ferraz chegou a conclusão identificando todas as pessoas envolvidas e a dinâmica do crime.

Pachó foi indiciado pelo crime de homicídio qualificado com requintes de crueldade e à traição, previsto no art. 121, § 2º, incisos III e IV do CP na forma do art. 29.

O adolescente infrator foi encaminhado à Delegacia da Infância e Juventude, para as providências referentes ao fato, tendo em vista a ocorrência de ato infracional análogo ao crime de homicídio.

Ascom / DGPC

Categorias: Amapá, Laranjal do Jari, Vale do Jari | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Jari News o melhor canal de notícias do Vale do Jari.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: