Governo do Amapá debate demissões da Jari Celulose na Câmara dos Deputados

Em audiência pública realizada nesta terça-feira, 27, na Câmara dos Deputados, em Brasília, a vice-governadora do Amapá, Doralice Nascimento, expressou a preocupação do governo do Estado com o impacto social das demissões anunciadas pela empresa Jari Celulose nas comunidades do Vale do Rio Jari.

“O governador Camilo Capiberibe já se reuniu, no município de Laranjal, com trabalhadores da empresa, para discutir a situação. Sabemos que essas demissões trarão um forte impacto para a comunidade local e estamos trabalhando para evitar uma grave crise social na região”, afirmou a vice-governadora.

A audiência foi fruto de requerimento da deputada Janete Capiberibe (PSB/AP) e do deputado Bala Rocha (PDT/AP), e realizada em conjunto pelas comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público e da Amazônia, Integração Nacional e Desenvolvimento Regional.

Segundo Janete Capiberibe, “as demissões terão sérias consequências de ordem socioeconômica no Vale do Jari, que possui cerca de 120 mil habitantes, especialmente no lado amapaense, já que 70% dos trabalhadores que serão dispensados são do Amapá”.

Para o secretário de Estado da Indústria, Comércio e Mineração, José Reinaldo Picanço, que também participou da audiência, será necessário “pensar em um plano de ação, que inclua todo o Vale do Jari, pelas diferentes esferas envolvidas no problema – os estados do Amapá e Pará; governo federal; municípios; empresa e trabalhadores”. Ele ainda questionou sobre qual é a proposta de solução da empresa. Pergunta que ficou em aberto.

A falta de informações mais precisas por parte da Jari Celulose e a ausência de representante do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na audiência foram críticas unânimes dos participantes. Em 2007, o BNDES aprovou um financiamento de R$ 145,4 milhões para a Jari Celulose, que faz parte do Grupo Orsa. Os recursos seriam destinados à modernização da unidade industrial da localidade de Monte Dourado, no município de Almerim (PA), e ao plantio de até 33,7 mil de hectares de florestas de eucalipto entre 2006 e 2008.

Participaram da reunião o representante do Ministério do Trabalho e Emprego, Mauro Rodrigues; o secretário de Produção do Pará, Sidney Rosa; a secretária de Representação do Amapá em Brasília (Seab), Divanaide Ribeiro; o superintendente regional do Trabalho do Amapá, Adonias Oliveira; o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Papel e Celulose do Pará e Amapá (Sintracel), Silvino Oliveira Gonçalves Filho; o prefeito eleito de Vitória do Jari, Raimundo de Alcimar Ney de Souza; a representante do Grupo Orsa, Marliete Martins e a presidente da CUT/AP, Odete Gomes.

Sal Freire/SEGB

Categorias: Amapá, Laranjal do Jari, Vale do Jari | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Jari News o melhor canal de notícias do Vale do Jari.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: